Você está aquiInício / Quem foi Santo Inácio de Loyola?

Quem foi Santo Inácio de Loyola?


A experiência de Deus vivida por Santo Inácio de Loyola (Iñigo López de Oñaz y Loyola) fez dele um revolucionário. Na origem de sua experiência está a inquietude de "sair" e ir aos extremos. Na fronteira de si mesmo encontrou o "espaço sagrado", onde Deus se manifesta; ali se encontrou com os sonhos escondidos e os projetos ocultos... Na experiência do homem reside um potencial imenso de experiência de Deus.

Sua rica interioridade não é solitária, mas é habitada pela presença Divina e pelo desejo de realizar "grandes coisas" para os outros.

Na pessoa de Inácio há, em primeiro lugar, um caminho interior que nos ensina muitas coisas: ele caminhou para as fronteiras de seu próprio interior, mergulhando fundo em si mesmo e atingindo os limites da sinceridade e da transparência.    


Santo Inacio

 

Santo Inácio de Loyola é o autor dos Exercícios Espirituais e o fundador da Campanhia de Jesus, Ordem dos Jesuítas. Filho de uma família da nobreza rural, Inácio nasceu em 1491 no castelo de Loyola, província basca ao norte da Espanha. Desde sua infância já alimentava o sonho de tornar-se um cavaleiro capaz de feitos notáveis, a fim de ganhar honras e prestígio.

Aos 30 anos, durante uma batalha em defesa de Pamplona, Inácio é ferido nas pernas por uma bala durante o cerco francês à cidade, em 20 de maio de 1521.

Submetido a várias cirurgias, ocupa-se durante o longo reestabelecimento no castelo de Loyola, com a leitura de livros sobre a vida dos santos e a vida de Cristo. Este seria para ele o princípio de um mergulho profundo. Inácio vai aos poucos trocando a imaginação dos feitos dos cavalheiros, pelas realizações dos santos, assimilando seus propósitos de vida e se identificando cada vez mais com eles e com o próprio Deus. A partir daí, torna-se um soldado de Cristo, peregrinando pelo mundo, escrevendo o livro dos Exercícios Espirituais, orientando pessoas e reunindo companheiros, até fundar a Companhia de Jesus e evangelizar centenas de países, incluindo o Brasil, com o envio das missões jesuíticas.

Santo Inácio de Loyola foi canonizado pelo Papa Gregório XV juntamente com São Francisco Xavier, Santa Teresa de Jesus e São Felipe Neri, em 12 de março de 1622.

"Pois os Exercícios Espirituais são o que de melhor na vida eu posso imaginar, sentir ou pensar, quer para o aproveitamento pessoal, quer para a fecundidade apostólica na ajuda a tantas outras pessoas”.

(Inácio de Loyola, 16 novembro de 1536)